Cuidar da saúde com amor e alegria!

Cuidar da saúde com amor e alegria!

15/04/2011

Enfermagem e Infância




ENFERMAGEM E INFÂNCIA


Ser enfermeiro(a) é divino, ser enfermeiro(a) a cuidar de crianças é infinitamente divino.

Alguém poderá até dizer que é a mesma coisa que cuidar de adultos, mas não é.Com experiência é que digo que não é a mesma coisa cuidarmos de crianças enfermas e de adultos.

Quem cuida de criança há de apurar a sensibilidade a fim de perceber nuances no seu estado, muitas vezes tão inifinitamente imperceptíveis, capazes de serem vistas apenas com os olhos do amor. O cuidar da criança requer todos os sentimentos à flor da pele para que nada passe despercebido.

O(a) enfermeiro(a) arguto perceberá o que incomoda aquela criaturinha, mas o arguto amoroso irá bem mais adiante porque além de perceber, será capaz de estabelecer laços de confiança entre si e a criaturinha, a fim de que a implementação dos cuidados seja eficiente e eficaz.

Asistir tais criaturinhas doentes não é apenas administrar-lhes medicamentos prescritos e prestar-lhes os cuidados pertinentes a cada caso. Cuidar-lhes é adotá-las ao coração como joias divinas que carecem de todo zelo e carinho a fim de que não se percam nem se estraguem.É sabermos que são seres TOTALMENTE  dependentes de nós, e que a mínima falha nossa poderá estragar a sua vida até mesmo para sempre.

Enfermeiro(a) que está cuidando de criança com o pensamento voltado para o relógio e a hora em que deixará o serviço, este(a)  nunca esteve ali presente e deveria abandonar o exercício profissional procurando uma outra profissão que se adeque ao seu perfil.

Enfermeiro(a), é anjo que sabe a hora da sua entrada no hospital mas não sabe a que horas os seus cuidados não mais serão necessários. O imprevisto da falta do colega, das crianças que se agravaram e outros mais podem estender a sua estadia por ali por mais algum tempo do que o previsto.

O estado de espírito do(a) enfermeiro(a) pediátrica(o) deverá ser similar ao do seu mini paciente: descansado, sem pressa, meigo, delicado e sobretudo,muito tranquilo. A ciência e a tecnologia evoluem, os métodos de tratamento caminham a passos largos em busca da cura para determinadas doenças ainda incuráveis, a indústria farmacêutica impulsiona as suas engrenagens a fim de acompanhar a evolução estando sempre a postos na oferta do que consideram como melhor medicamento, mas, nada se compara à Ciência, Tecnologia e Medicação do Amor. Este, na falta de todos os demais envolverá o mini paciente em luz e harmonia até que a cura se estabeleça.

Pensem nisto, e amem, acima de tudo!


BLOGAGEM COLETIVA
FASES DA VIDA:INFÂNCIA


bjs,soninha

11 comentários:

orvalho do ceu disse...

Soninha, minha irmã

"Então ficaram todas as crianças a sua INFÂNCIA a passar seus anéis azuis de orvalho".

To aqui controlando a emoção ao ler tantos relatos lindos...
Vc agora derruba qualquer coração insensível com essa descrição da profissão por vocação... abençoada, portanto...
Penso exatamente assim como vc descreve: se não for por amor, nada!!!
Emocionante, querida!!!

Hoje, o meu desejo de paz e alegria é para vcs que:

"...estendem o seu conceito
de vida,
e a veem na gota de orvalho".
(Lice)

Obrigada pela sua linda participação...

Orvalho do Céu é uma “Chuva de Néctar da Verdade”... ou Palavras de Deus...

É isso que lhe desejo nesse tempo que estamos entrando...
Uma Abençoada Semana Santa e uma Páscoa extremamente feliz!!!
Bjs de paz e achocolatados

Gina disse...

Seu texto me fez lembrar de uma pesquisa que li na faculdade (há muito tempo atrás...)sobre o marasmo desenvolvido por crianças internadas, onde a mamadeira ela mesma segurava. Não tinha contato físico com alguém e o quanto isso fez mal a elas.
Puxa, felizes das crianças que estão aos seus cuidados, que dispensa esse ingrediente extra de Amor!
Bjs.

ESCOLA E COMUNIDADE disse...

Fiquei encantada com tua abordagem de enfermagem e infancia.Estou te seguindo.Convido a visitares meus blogs www.ensiniregular.blogspot.com
www.pemoleque.blogspot.com
www.telasebijuterias.blogspot.com
Sei que vais gostar.Abraços

Bel Rech disse...

Realmente, é um cuidado diferente, é uma doação sem tamanho, é diferente, é uma entrega para alguém que nem é um filho...Paz e bem

Socorro Melo disse...

Oi, Soninha!

A divina profissão, é de fato uma missão.
Que texto belo, tão cheio de verdades.
Quisera que houvesse enfermeiros assim, em todas as nossas unidades de saúde, mas, infelizmente, assim, é um em um milhão.
A maioria é despreparada, sem habilidade ou vocação, e pior, sem educação.

Excelente participação.

Beijo GRANDE
Socorro Melo

Mari Amorim disse...

desculpe-me pelo atraso,mas com essa fantástica coletiva e interação,com sua postagem tão contudente saio com meu aprendizado em dia!
Obrigada pelo carinho da visita
Boas energias,paz,saúde,sucesso!
Mari

Luma Rosa disse...

Penso que deva ser mais difícil cuidar de crianças do que adultos, afinal, as crianças nem sempre sabem decifrar ou localizar a dor, por exemplo.
Já entrei em uma UTIneo-natal e vi o cuidado primoroso que se deve ter com essas criaturinhas tão frágeis e quando a criança reage, nossa!! Deve ser muito gratificante!!
Boa blogagem! Beijus,

AnaCristina disse...

olá, eu tambem estou na blogagem coletiva fases da vida....da uma passadinha la no meu blog tambem:
http://anacristinap.blogspot.com/2011/04/blogagem-coletiva-fases-da-vida.html
parabens pela enfermagem e obrigada por cuidar do próximo!
anacristina

RUTE disse...

Oi Soninha,
por falar em enfermeiros, médicos e hospitais...lembrei quando minha filha foi internada e à vinda para casa trouxe um diploma de bom comportamento e uma medalha de coragem.
De fato, todas as profissões e locais ligadas a pediatria são especiais.
Beijinhos,
Rute

Gina disse...

Soninha,
Não sei o que aconteceu com meu comentário do dia 15. Fiquei tão feliz com seu post e tinha certeza de ter deixado aqui um recadinho...
Enfim, achei muito linda a forma como você colocou a questão da Medicação do Amor e acho que seus pequenos pacientes certamente se restabelecem mais cedo, devido ao seu cuidado.
Parabéns!
Boa semana!

Zilda Santiago disse...

Em tudo que se fizer há de ter amor,tem de ser feito com amor para ser bem feito.É uma norma válida para todas as áreas!!!Parabéns pela postagem!!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...